Logo da Câmara de Vitória da Conquista
Imagem TRIBUNA LIVRE: Em sessão itinerante, Câmara recebe demandas de moradores de Inhobim

TRIBUNA LIVRE: Em sessão itinerante, Câmara recebe demandas de moradores de Inhobim

Câmara Municipal de Vitória da ConquistaTribuna LivreSessão Itinerante

27/09/2017 19:30:00


Na sessão itinerante, ocorrida nessa quarta, 27, no distrito de Inhobim, na Escola Municipal Paulo Setubal, vários moradores da localidade usaram a tribuna para apresentar demandas e reivindicações à Câmara Municipal. Acesso à água, revitalização do sistema de simplificado de água, melhorias no posto de saúde e uma ambulância nova estão entre as principais solicitações. O distrito fica a 63 quilômetros da cidade.

Reivindicações recorrentes - O líder comunitário, João Otacílio Fernandes Santos, conhecido como Dão, apresentou um jornal datado de 1990 com uma matéria que registrava o dia em que Inhobim recebeu a Constituinte Municipal para escutar dos próprios moradores quais eram as principais necessidades da comunidade, entre elas estavam o pedido por melhorias de educação, melhorias na qualidade de água e posto de saúde. Dão conta que ainda hoje, Inhobim conta com o mesmo sistema de abastecimento de água da década de 90, e a população ainda têm a necessidade do posto de saúde, por exemplo.

Ambulância do SAMU não vem atendendo a ocorrências - Viviane Ferraz, representante dos moradores do bairro Novo e integrante do Conselho Local de Saúde de Inhobim, relatou que 52 residências de sua localidade não têm água encanada e o carro pipa já não abastece os moradores. A situação é crítica e eles têm armazenado água de chuva para consumo. Ferraz informou que recentemente representante do bairro esteve com o secretário municipal de Agricultura, Paulo César Andrade, e o coordenador de Abastecimento, Deocleciano José (Ciano), que garantiram a resolução do problema em 60 dias. Segundo ela, já chegou a encanação para a obra. Viviane frisou que é necessário também uma caixa d'água com capacidade para 20 mil litros.

A moradora ainda criticou o atendimento de emergência. Segundo ela, a ambulância do SAMU não vem atendendo a ocorrências. Ela relatou duas situações recentes: um senhor de 80 anos passou mal e acabou sendo levado a Conquista por um carro particular, sendo atendido na UPA, onde foi medicado com dipirona e dispensado; no dia seguinte, ele voltou a passar mal e foi levado por familiares ao município de Encruzilhada com suspeita de derrame, onde foi atendido por um neurologista e hoje se encontra em Conquista aguardando resultados de exames; o segundo caso se trata de uma criança de quatro anos que foi picada por escorpião, mais uma vez o SAMU não pôde atender o chamado e ele foi levado ao hospital por um carro de particular.  

Mudança de governo - O representante de saúde do distrito, Liomax Dias Brandão (Peu), falou do compromisso das pessoas de Inhobim e parabenizou pelo comparecimento de todos. Ele conta que com a mudança de governo, a população espera por avanços. Mas explica que primeiro é preciso dar o tempo para que a administração municipal “arrumar a casa” e colocar as coisas no lugar. “Tenho certeza que o prefeito vai dar a resposta com trabalho”, afirmou. Ele acredita que o atual governo municipal cumprirá com os compromissos que assumiu com a comunidade, e alega a demora para a resolução dos problemas às dificuldades burocráticas da administração pública. Ele aproveitou a oportunidade para agradecer aos secretários de administração, serviços públicos e de educação.

Casa do Estudante Rural - O morador Hélio dos Santos reivindicou a instalação, na área urbana, de uma casa para abrigar estudantes da zona rural – a Casa do Estudante Rural. Ele também cobrou a regularização da situação da ambulância que deveria atender a localidade, mas está quebrada. Hélio pediu reforma da escola municipal, mais segurança para os alunos, melhorias no sistema simplificado de água do distrito e instalação de uma caixa d'água. O morador frisou que a região necessita de fontes de trabalho e de renda, porque o setor cafeeiro já não assimila mão de obra e os mais jovens têm deixado suas famílias em busca de trabalho em outros estados. Ele ainda criticou duramente a obra da quadra de esporte que, antes de ser inaugurada, já necessita de reforma e cobrou um alambrado para o campo, promessa antiga, segundo ele.  

Unidade de Saúde  inoperante - Gilberto dos Santos apresentou outras reivindicações da comunidade, entre elas a criação da creche,  a necessidade de abastecimento de água em alguns loteamentos do distrito. Ele reforçou também a atual situação do sistema de saúde na localidade. Gilberto conta que os moradores estão encontrando dificuldade a acesso a remédios e até mesmo material básico par fazer curativos. “ Na outra gestão tinha, mas agora não tem mais. O que aconteceu? Qual o porquê?”, questionou. O líder comunitário solicitou que os vereadores visitem mais as comunidades e conheçam a realidade das unidades de saúde.

Comunidade perdeu a confiança na política - O vigilante Gilliard Ferraz lamentou o esvaziamento de reuniões políticas como a sessão itinerante e lembrou que já viu a escola Paulo Setubal lotada em outros tempos. Para ele, a comunidade perdeu a confiança na política porque reivindicações antigas não foram atendidas. Gilliard é vigilante no posto de saúde do distrito e disse que acompanha de perto a dificuldade dos moradores pela falta de uma ambulância. Segundo ele, as pessoas chegam ao equipamento em situação de emergência e a ambulância nunca está disponível, está sempre quebrada. O vigilante relatou um caso em que uma gestante, em trabalho de parto, acabou perdendo o bebê porque, segundo ele, o   atendimento não aconteceu no tempo necessário por falta de ambulância, ela foi levada à cidade num carro de particular. Inhobim fica a mais de 60 quilômetros da cidade. Ele questionou: “qual o valor da vida para a gestão pública?”. Em sua fala, Ferraz ainda criticou a obra da quadra esportiva que não foi inaugurada e já necessita de reforma.

Segurança na escola - José Roberto Amaral Ferreira, diretor do colégio desde 2002, parabenizou toda a comunidade por se fazer presente para apresentar as cobranças. O diretor reforçou a necessidade de segurança na escola. Ele conta que a escola tem hoje cerca de 1.280 alunos, atendendo do ensino infantil ao EJA. “ Seria humanamente impossível que um grupo reduzido de funcionários possa dar segurança para todos os alunos”, disse. José Roberto defende a criação de um novo colégio no distrito para possibilitar o desmembramento do ensino fundamental I do ensino fundamental II. O diretor pediu o empenho de todos os vereadores para que consigam, junto a administração municipal a construção dessa nova escola. “ Aqui não nos falta a preocupação com a formação do professor, todos eles são qualificados. O que nos falta é uma infraestrutura adequada”, pontuou.




Prestação de Contas Anual
Acesse o Prestação de Contas
  Live Offline
Rádio Câmara 90.3
Rádio Câmara 90.3
Facebook
Calendário

Janeiro 2023
0

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31